ECT DECRETA FECHAMENTO DE 250 AGÊNCIAS

 In Notícias, Uncategorized

Serviços precários, trabalhadores sobrecarregados, direitos sendo retirados, ameaça de demissões. Essa é a atual situação dos ecetistas que vêm sofrendo com o descaso dos Correios aos seus trabalhadores e a sociedade. O presidente dos Correios anunciou que serão fechadas 250 agências no País, imediatamente. Em Teresina já foram fechadas 4 agências (Piçarreira, Promorar, Renascença, Filatélica), 1 posto de atendimento da AC- Central (07 de Setembro) e 1 agência em Timon (Parque União), e já está previsto que serão fechadas mais 3 agências nos próximos meses (Mocambinho, Rio Poty e Pio XII). A ideia é reduzir aproximadamente 5% da rede de atendimento própria, que hoje conta com 6,5 mil agências.

Estamos assistindo a um verdadeiro desmonte do Estado Brasileiro, com consequências terríveis para o cidadão, especialmente aqueles que vivem nas pequenas cidades, que estão em vias de ser literalmente abandonados pelos bancos públicos e pelos Correios. Os Correios é uma empresa centenária, com missão social definida na Constituição Brasileira, com uma capilaridade de grande relevância para a integração nacional. Não é apenas uma entregadora de cartas, pois a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – ECT, atua em diversos ramos de serviços, inclusive serviços bancários.

Não satisfeita em propor a redução da rede de atendimento e dos serviços dos Correios, a empresa anuncia também um ataque criminoso ao plano de saúde de seus trabalhadores, que são aqueles que recebem os menores salários das empresas públicas federais. Querem impor mensalidade e retirar o melhor beneficio dos trabalhadores. Na outra ponta do problema, os dirigentes da empresa e os cargos do alto escalão, nomeados segundo critérios de apadrinhamento político e recebendo altos salários, muitas vezes não condizentes com as necessidades técnicas da empresa, mantém contratos milionários de patrocínio de modalidades esportivas. Como falar em dificuldades financeiras em uma empresa, que somente nos primeiros meses de 2017 já fechou contratos de patrocínio esportivo de mais de 16 milhões de reais e que paga aos seus dirigentes salários muito acima do teto constitucional?

A questão é que existe um plano para fazer tanto os trabalhadores como a sociedade a acreditar que a empresa está “quebrada” e que a única solução é a privatização. Não podemos aceitar e precisamos reagir a esses ataques!

PRÉDIOS ALUGADOS SEM FUNCIONAMENTO

Diante da situação de fechamento de agências por conta da alegada “crise”, os Correios vem mantendo em todo País, aluguéis de prédios vazios. Em alguns casos chegam a 6 anos de pagamento de aluguéis para agências que nunca foram inauguradas. No estado, diversas cidades não possuem agências dos Correios, porém a empresa mantém prédios. Em Marcos Parente, a agência funciona em um prédio antigo alugado, sendo que já existe um prédio novo doado pelo município para funcionamento dos serviços.

Já no município de Cajazeiras a situação é ainda pior, pois o próprio prefeito já veio até o sindicato denunciar que doou o terreno e construiu um prédio para que os Correios fossem instalados na cidade, mas isso nunca aconteceu. Porém, a ECT mantém na cidade um prédio alugado e sem funcionamento nenhum.

Outros municípios como Alvorada do Gurgueia, Canavieira, Várzea Branca, Germiniano, Belém, Bela Vista do Piauí, Sigefredo Pacheco e Ilha Grande também não contam com agências na cidade, mas em todas elas os Correios mantém prédios alugados sem

Recommended Posts

Fale Conosco

Contact Us