EM ASSEMBLEIA TRABALHADORES DOS CORREIOS REJEITARAM A PROPOSTA DO TST NO PIAUÍ

 In Notícias, Uncategorized

 

Na noite da última quinta-feira (01/03), mesmo com a forte chuva que caiu sobre Teresina, os trabalhadores presentes na Assembleia Extraordinária realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores dos Correios do Piauí (Sintect-PI) rejeitaram a proposta de conciliação apresentada pelo ministro Aloysio Silva, membro do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

O novo relator apresentou uma reedição da proposta realizada em outubro pelo seu colega de toga, o vice presidente, ministro Emmanoel Pereira, que já oferecia a retirada dos pais do plano de saúde, o pagamento de mensalidade e o compartilhamento do custo em 25%. Concedendo o prazo para que os trabalhadores se manifestassem até o dia 06/03.

A categoria aprovou o indicativo de greve por tempo indeterminado a partir da 00h00 o dia 12/03, data do julgamento que ira definir o futuro do plano de saúde da categoria que vem lutando pela manutenção desse seu benefício desde 2011.

A reflexão feita coletivamente é que esse ataque faz parte de uma política de sucateamento e desgaste para os trabalhadores abrindo mais uma janela para justificar a privatização da ECT. É preciso garantir a unidade da categoria para que possamos ter êxito nessa luta pela manutenção de nosso benefício.

CALENDÁRIO DE FÉRIAS

 Outro assunto discutido na Assembleia foi o último ataque/provocação da direção da ECT com relação à suspensão das férias deste ano, gerando uma inquietude entre os trabalhadores ecetistas.

O secretário de assuntos jurídicos informou aos trabalhadores que essa decisão da direção nacional da ECT fere o direito a férias e comunicou que no ano passado, uma ação movida pelo Sintect-PI garantiu para os trabalhadores do Piauí o direito ao gozo de suas férias. Como está no processo; ACP 0002521-73.2017.5.22.0004.

“O direito sagrado a férias não pode ser retirado ao bem prazer da direção da empresa. Aqui no Piauí no ano passado garantimos o agendamento, gozo e fruição das férias e agora iremos mobilizar nossa equipe jurídica e apresentar a juíza da Justiça do Trabalho esse problema com relação ao descumprimento da sentença”. Afirmou José Rodrigues, secretário de assuntos jurídicos do Sintect-PI.

 

Recommended Posts

Fale Conosco

Contact Us