ALEPI PROMOVE AUDIÊNCIA PÚBLICA EM DEFESA DOS CORREIOS

 In Uncategorized
João de Deus (PT), Francisco Limma (PT) e presidindo os trabalhos Evaldo Gomes (Solidariedade)

Hoje (26/09) na Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI), aconteceu a Audiência Pública com o tema: Privatização dos Correios, requerida pelo Deputado Estadual Francisco Limma (PT) acatada pela Comissão de Administração Pública e Política Social. A Audiência Pública aconteceu na Plenária da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da ALEPI.

O Dep. Evaldo Gomes (Solidariedade) presidiu os trabalhos, formando a mesa com o Dep. Francisco Limma (PT) e do Dep. João de Deus (PT) representando o governador Wallington Dias (PT).

José Rodrigues, representante da FENTECT, falou sobre a situação de precarização.

As autoridades que fizeram uso da palavra, expondo o debate em defesa dos Correios como empresa 100% pública, representando a sociedade civil organizada foram o representante da Adcap (Associação dos Profissionais dos Correios), Luiz Alberto Menezes, a Fentect (Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos), José Rodrigues, o presidente do Sintect-PI (Sindicato dos Trabalhadores dos Correios do Piauí) Edilson Santos.

Para Luiz Alberto (Adcap); “É preciso combater as mentiras divulgadas para tentar enganar a população. O Correios é uma empresa que está presente nos 5.570 municípios do país, atendendo o povo aonde as outras empresas não conseguem chegar.” Destacou o diretor da Adcap.

José Rodrigues denunciou que vem acontecendo um processo de desmonte silencioso da ECT, com uma política de demissões que no período de 2012 até 2019 foram dispensados 27.500 trabalhadores em apenas 7 anos. Além de falar da precarização oficial realizada pela ação logística chamada internamente de Distribuição Domiciliar Alternada (DDA). “Com a implantação do DDA em 2018, através de uma portaria do Ministério das Telecomunicações, os carteiros, maiores responsáveis pelo trabalho de ponta dos Correios, ficaram proibidos de passarem na casa da população todos os dias, dificultando o trabalho de entrega.” Declarou o representante da Fentect.

Edilson Santos destacou que o Brasil está indo na contra-mão de todo o mundo.

O presidente do Sintect-PI, Edilson Santos, além de apresentar a realidade dos Correios na perspectiva dos trabalhadores, fez um alerta sobre o processo de privatizações que estão sendo revistos em vários lugares do mundo. “Muitos países realizaram esse processo de desmonte do setor público e perceberam que não dá certo. O atendimento piora, os serviços ficam mais caros e quem sofre diretamente é a população e os trabalhadores que são quase sempre demitidos nessa reestruturação. Os exemplos da Argentina, de Paris e Inglaterra são bem significativos sobre a reestatização. Lembrando que no Brasil, a cidade de Itu/SP, teve que reverter o processo de privatização da companhia de saneamento, exatamente porque a empresa privada não atendeu aos critérios estabelecidos. Basta lembrar, o serviço de telefonia foi privatizado, melhorou alguma coisa para o usuário?” Destacou Edilson Nete em sua intervenção.

O deputado Francisco Limma encaminhou o resultado da Audiência Pública falando que “Aqui na Assembleia Legislativa eu vou apresentar um requerimento destinado ao Ministério da Economia, a Secretaria Especial de Desestatização, ao gabinete da chefia da Casa Civil, ao Senado Federal e Câmara dos Deputados, a bancada federal do Piauí no Congresso, manifestando a posição desta Casa contrária a privatização dos Correios. Vamos usar todas as informações e dados apresentados aqui pelas categorias também para embasar esse documento”, finalizou o líder do Governo na Alepi.

Recent Posts

Fale Conosco

Contact Us