NOTA REPÚDIO AS DECLARAÇÕES DE SALIM MATTAR

 In Uncategorized

Os trabalhadores dos Correios do Piauí, representados pelo SINTECT-PI, vem a publico repudiar as declarações feitas pelo Secretário Especial de Desestatização, Salim Mattar, que demostra o total desconhecimento sobre a realidade da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos do Brasil (ECT-CORREIOS).

Em matéria publicada pelo portal da UOL, no último dia 23/09/2019, reproduzindo a declaração feita por Salim Mattar ao jornal mineiro O TEMPO, ele afirmou: “Os Correios são uma empresa muito grande, com mais de 100 mil funcionários, quando bastavam 50 mil para funcionar. Há agravantes como o rombo no Postalis, o rombo no sistema de saúde com também, porque era possível levar pai, mãe, papagaio. Quebrou. Os funcionários dos correios quebraram os correios”.

Senhor Salim Mattar, você ignora que a ECT é uma empresa grande, que em 2012 contava com mais de 127 mil funcionários e que hoje conta com menos de 100 mil. Não compreende que para a ECT funcionar com a atual quantidade de trabalhadores, os Correios oficializou a precarização dos serviços com a Distribuição Domiciliar Alternado (DDA), tirando os carteiros da porta da população no dia-a-dia.

O seu chefe, o ministro da economia Paulo Guedes, segue sendo investigado pelo Ministério Público Federal, CGU (Controladoria Geral da União) e TCU (Tribunal de Contas da União), inclusive por esse rombo milionário no Postalis, como é de conhecimento geral divulgado pela mídia.

Esclarecemos que devido a uma sequencia histórica de negociações realizadas no Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), os trabalhadores optaram pela manutenção dos benefícios em detrimento de maiores ganhos salariais, dando sua cota de sacrifício para o fortalecimento dos Correios. O que deixou como herança a menor faixa salarial dos empregados públicos federal, que em média é de R$ 1.700 (mil e setecentos reais).

Repudiamos a atitude do secretário, como representante do Estado, que vem a publico responsabilizar os trabalhadores dos Correios pelos erros e desvios cometidos por pessoas que hoje ocupam o mais alto cargo do país com relação a economia.

Os trabalhadores ecetistas lutam pela defesa dos Correios por ser uma empresa pública, autossustentável, referendada socialmente e que presta um serviço social sem precedentes para o povo brasileiro, garantindo a soberania nacional.

Diretoria do SINTECT-PI

SINTECT-PI, NENHUM DIREITO A MENOS!

Recent Posts

Fale Conosco

Contact Us