NOVA OFENSIVA DO GOVERNO CONTRA O PLANO DE SAÚDE DOS CORREIOS

 In Uncategorized

No Boletim Primeira Hora do último dia 03 de janeiro de 2020, foi anunciado pela direção da Empresa um novo aumento sob o custeio no Plano de Saúde dos trabalhadores dos Correios, elevando o percentual de compartilhamento para os usuários, que antes era de 30% para o empregado e 70% para a empresa, ficou com essa deliberação com o percentual de 50% para os ecetistas, ficando meio a meio o custeio do plano de saúde.

O SINTECT-PI compreende que essa ação da direção da ECT tem como proposito provocar a desestabilização dos trabalhadores. O objetivo é criar uma situação em que os funcionários se excluam do Plano de Saúde. Sabemos que é muito difícil permanecer diante de tal ofensiva, mas que não devemos abrir mão sem ter a resposta jurídica do STF.

Queremos lembrar à categoria que a estratégia do governo e direção da ECT é enfraquecer a empresa para fins de privatiza-la. Não podemos esquecer que já foram tomadas providências jurídicas contra o aumento do custeio anunciado e decidido de forma monocromática pelo Ministro Dias Toffoli (STF) e que no dia 05 de dezembro de 2019, ocorreu uma audiência com o Ministro responsável por essa decisão com a Comissão Mista da Frente em Defesa dos Correios. Estive presente nesta audiência o Senador Paulo Rocha, Deputado Federal Leonardo Monteiro, a FENTECT e demais organizações que lutam em defesa dos Correios. Esperamos que o Ministro coloque com urgência na pauta para ser julgado no Pleno do Supremo a matéria referente a essa demanda para os trabalhadores dos Correios.

Outro fator que demonstra a covardia da direção da ECT é que justamente no momento de recesso do judiciário, decidiram programar essa medida para assustar a categoria com a cobrança desse valor inviável para os ecetistas. Sem falar que é explicita a ordem no Primeira Hora que declara: “Os beneficiários que não desejarem permanecer no plano terão até o dia 13 de janeiro para solicitar a exclusão.”

A intenção da diretoria da ECT é acabar com o Plano de Saúde da categoria. O sindicato orienta os trabalhadores a NÃO solicitarem exclusão, pois com o recesso jurídico, existe possibilidade de reverter essa deliberação como apontamos acima.

O SINTECT-PI e os demais sindicatos e federações estão se mobilizando para realização de um Fórum Nacional para organizar uma luta unificada contra esse ataque covarde que atinge toda categoria.

SINTECT-PI

OUSADIA PARA LUTAR! CORAGEM PARA VENCER!

Recent Posts

Fale Conosco

Contact Us